segunda-feira

Ribbons úteis

Gay  pride




Suporte à fibromialgia / dor crônica






quarta-feira

Pão de queijo leve


Criei essa receita me lembrando das receitas de pão de queijo que usam batata amassada, pensei, vou tentar com amido de batata. Fica uma massa lisa, ótima de trabalhar e um pão de queijo super leve.

1,5 copo de polvilho
0,5 copo de amido de batata
0,5 copo de leite desnatado
0,4 copo óleo
1 colher de chá de azeite de oliva
2 colheres de chá de sal
70g de queijo ralado.

Em uma panela, leve ao fogo o leite o óleo, o sal e deixe ferver.
Em uma bacia com o polvilho, jogue aos poucos o leite fervido e vá mexendo.
Quando terminar, coloque o amido e mexa.
Acrescente o queijo e mexa bem.
Por último, adicione o ovo e amasse a massa.
Se ficar grudando, coloque mais um pouco de polvilho até obter uma massa leve e desgrudar das mãos.
Modele bolinhas e asse em forno médio (180º C), preaquecido, até dourar (quanto maior a bolinha, mais tempo vai demorar para assar).
Não deixe dourar muito senão ficará com a casca muito dura.
Sirva quente.


sexta-feira

Problema vídeo no Linux

Para quem trabalha no SferaStudios e usa o Ubuntu (Linux) e está com problema no vídeo, após instalar o adobe flash player, usei esses comandos e resolveu.

For those who work in SferaStudios and uses Ubuntu (Linux) and has a problem with the video: after installing adobe flash player, I used these commands, and it solved the problem.

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8
sudo apt-get update
sudo apt-get install freshplayerplugin

Como fazer o Ubuntu voltar a funcionar após uma burrada minha

Ja expliquei como instalar o Linux. Então, super empolgada, comecei a querer mexer em tudo, instalar um monte de programas. E instalei um programa de mouse touch que eu não gostei. E deletei. E instalei outro programa para organização do PC. E instalei todas as atualizações. Na hora de reiniciar, ele ligava, eu colocava a senha ele fazia que ia abrir, mas ficava só na tela de fundo. Tentei de tudo, coloquei o clássico ctrl+alt+del, mas nada resolvia. Com o ctrl+alt+del você consegue fazer funções básicas usando o PC. Não achei nem lugar para reiniciar o PC e os computadores novos não vem com a bateria separada, mas dentro do PC, então eu não sabia nem como reiniciar!
Mas então navegando em alguns tutoriais descobri uns macetes e agora estou me sentindo uma leiga nível 2 em Linux!

O macete é ir para a telinha preta, tipo o DOS, para isso clique em

Ctrl+Alt+F1.

Ele vai pedir seu login, enter, senha, enter. Na tela preta:

- para desligar digite:

sudo shutdown -h
depois enter

- para reiniciar digite:

sudo rebot
depois enter ou

shutdown -r
depois enter

Mas nada disso vai fazer seu PC voltar a funcionar, isso é só se vocẽ quiser desligá-lo e levá-lo a um técnico, caso queira tentar, tem duas formas:

rm -rf ~/.Xauthority
enter

sudo killall Xorg
enter

sudo service lightdm restart
enter

E então você faz login e depois reinicia. Esse não funcionou para mim. Eu usei esse aqui:

dconf reset -f /org/compiz
enter

Daí ele perguntou se eu queria instalar umas coisas (Y/N), digitei Y e enter. Ele instalou umas coisas,

setsid unity
enter

unity -reset-icons
enter
e daí você coloca o seu pen drive "tocável".

Caiu na tela do BIOS, uma tela que parece de PC antigo, e você escolhe dar boot primeiro no seu pen drive e não no linux instalado e instalei tudo de novo, sendo que escolhi apagar tudo que tinha lá. Mas isso só é bom em casos como o meu, no qual eu tinha instalado o Ubuntu ontem, logo não tinha nada a perder. Mas tem uma forma de restaurar o que você deletou sem querer e que fez o sistema parar de funcionar, tem que ver nesses tutoriais por aí, que, por sinal, são bem melhores que o meu. Estou escrevendo esse post mais é para mim mesma, caso eu faça burrada de novo, para saber o que fazer.

quinta-feira

Como retirar o Windows 10 e instalar o Ubuntu para leigos como eu

Então eu atualizei meu computador para o Windows 10 e uma coisa que me incomoda demais no Windows 10 é que não dá para impedir as atualizações automáticas. Mesmo cancelando nas propriedades continua atualizando. Aprendi a lidar com isso até que uma atualização bloqueou o Chrome. Eu uso o Chrome para um freelancer que faço de CQC e a empresa só aceita usar o Chrome. Então de repente eu tenho que caçar tutoriais para poder fazer o Chrome funcionar no Windows. Isso é um ultraje à minha liberdade. Decidi instalar o Ubuntu, sistema operacional grátis, livre e que te dá plena liberdade - para o bem e para o mal, já que apaguei umas coisas e ele parou de funcionar, mas vou explicar aqui como fazer voltar a funcionar. Dizem que instalar o Ubuntu é fácil para computadores antigos, mas para os novos, tem que ter uns macetes. Isso porque eles tentam de toda forma te impedir de retirar o windows do pc. Mas mexendo em algumas configurações a gente chega lá. Pena que para leigos como eu isso custa alguns dias de queima de fosfato na cabeça. Mas após três noites quebrando a cabeça consegui instalar o Ubuntu. Deixei o link do tutorial em inglês.
bom
1. Nas configurações do windows é preciso fazer algumas alterações. É preciso fazer que o tempo de escolha do sistema operacional seja mais lento, porque nem dá para ver, e fica pré-escolhido Window, assim, quando você coloca o pendrive para dar boot você não consegue escolher a opção do Linux.

2. Você precisa fazer um CD ou pen drive que seja "tocável", ou seja, que você possa dar um boot nele. Para isso tem o programa Win32 Disk Imager.
2.1 Você precisa baixar o Ubuntu. Para isso você precisa descobrir se seu PC é 32 ou 64 bit. Para descobrir isso você busca "PC info", depois clica em "About your PC" e então saberá.
2.2. Por último coloque para funcionar o Win32 e em "Image Writer" você escolhe o caminho para o arquivo que você baixou do Ubuntu. Você vai fazer isso em um pen-drive que você já formatou e saiba que ele vai ser usado só para isso, então não precisa usar seu pen-drive de 32 giga. Agora você tem um pen drive "tocável" para instalar o Ubuntu.

3. Reinicie seu PC, já com o pen drive nele. Quando começar a ligar você aperta ESC e vai cair em uma página tipo de PC antigo. Então você vai mexendo ali e coloca para "boot" primeiro o pen drive, e não o Windows. Pressione F10+ enter, yes, e então tem duas oções: ou vai aparecer uma tela azul, daí você escolhe a opção que não é Windows ou já entra direto na instalação, daí você instala. Se tiver brigado com o Windows como eu, pode escolher apagar tudo e você se liberta do Windows e coloca só o Linux no seu PC, caso contrário, eu não sei como fazer com bipartição não.




segunda-feira

Coração de crochê

Comecei a aprender crochê. Os pontos básicos eu aprendi com os vídeos da Edinir Crochê, vai assistindo aula 1, até a aula 9 e dá para começar. Os vídeos dela são muito bons. 

Hoje aprendi a fazer um coração de crochê. Para ele você precisa saber fazer o ponto baixíssimo, correntinha, ponto alto e ponto alto duplo. 

Aprendi nesse site aqui: coração de crochê em inglês, mas dá para ver como que o do site está bem mais bonito. De qualquer forma traduzo as diretrizes aqui.


Faça quatro correntes. Faça 3 pontos altos duplos no buraquinho da primeira corrente. (Observação: todos os pontos terão como referência esse primeiro buraquinho). Faça 3 pontos altos. Faça uma corrente, seguida por um ponto alto duplo e uma corrente. Faça três pontos altos e então faça três pontos altos duplos. Faça duas correntes e feche com ponto baixíssimo e arremate. 
O de baixo foi a terceira tentativa, ainda tenho que conseguir fazer o buraquinho do meio ficar menor...


quinta-feira

Ghee ou manteiga clarificada (também funciona para margarina)


O ghee ou manteiga clarificada é feito a partir da manteiga (ou da margarina) fervida em fogo baixo. Vai subindo uma espuma branca que você vai retirando com a colher. E ao fim resta um líquido dourado transparente que você deve guardar em um pote de vidro hermeticamente fechado dentro ou fora da geladeira. A versão feita com manteiga é tradicionalmente usada na culinária indiana e seu teor de lactose e proteína do leite é quase zero, além do sabor incrível. É muito bom para fritar alimentos, pois tem um ponto de fusão mais alto. Já fiz duas vezes com margarina e funciona também, assim, os fveganos podem aproveitar do sabor.



Manteiga ou margarina fervendo a fogo baixo 
(nesse dia usei margarina)
  

Gordura branca retirada.


domingo

Frango à mineira

Frango à mineira

4 coxas de frango
4 sobrecoxas de frango
3 colheres de chá de alho picado
3 cebolas grandes picadas em cubos pequenos
60 ml de vinagre ou limão espremido
1 colher de sopa de óleo
2 colheres de chá de páprica
5 a 6 tomates picados em cubos pequenos
2 folhas de louro
aprox. meia colher de sopa de sal


Em uma vasilha misture o alho com o vinagre e a páprica. Retire as gorduras aparentes do frango, mas mantenha as peles. Deixe o frango marinar nessa mistura por pelo menos uma hora (quanto mais melhor).

Doure a cebola no óleo. Coloque os pedaços de frango deixe dourar por um lado e depois pelo outro lado. Adicione os tomates, o louro, o sal e um pouco de água. Deixe formar um caldo, adicione se preciso mais água e deixe cozinhar por pelo menos 40 minutos. Acerte o sal.

segunda-feira

Bolo de limão com iogurte ou kefir sem glúten

Esse bolo foi uma adaptação da receita do livro Cupcakes, de Janaína Suconic. A receita chama "cupcake de limão com farofa doce", mas a farofa doce não funcionou na versão sem glúten. O bolo é bem pequeno.

Ingredientes
120g de mix de farinhas sem glúten (veja a seguir)
1 colher de chá de fermento em pó
1 pitada de sal
1 colher de café de bicarbonato de sódio
1 ovo
70 g de manteiga ou margarina derretida
120 g de açúcar
160 g de iogurte natural (eu usei leite de kefir)
raspas da casca de um limão
suco de meio limão



Bata em velocidade baixa o ovo com a manteiga (ou margarina). Acrescente o açúcar e bata em velocidade média. Junte o iogurte (ou kefir), as raspas e o suco de limão. Adicione aos poucos a farinha e o sal e bata mais um pouco. Adicione o fermento e o bicarbonato e misture delicadamente. Asse em forno pré-aquecido. Espere esfriar para servir, porque quente eu achei muito doce e quebradiço, mas depois que esfria fica melhor.

Mix de farinhas sem glúten:
1/2 kg de farinha de arroz
1/2 xícara de amido de milho
1/2 xícara de polvilho doce


sábado

Biscoitos de amendoim com aveia sem glúten

Essa receita foi inspirada na receita desse site .

1 xícara de creme de amendoim (pode ser feito em casa)
1 xícara de aveia sem glúten
1 pitada de sal
3/4 de xícara de açúcar mascavo
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de essência de baunilha, ou favas de baunilha picadas
2 ovos



Bater o creme de amendoim com o açúcar, o bicarbonato e o sal em velocidade média. Acrescentar os ovos e a baunilha e bater em velocidade média-baixa até virar uma massa. Acrescente a aveia e misture com uma colher. Prepare um tabuleiro untado e polvilhado com alguma farinha sem glúten, ou use papel manteiga para forrar o tabuleiro caso não tenha uma forma antiaderente. Com a ajuda de duas colheres de sopa coloque a massa no tabuleiro deixando um espaço entre eles para um biscoito não grudar no outro.Em forno pré-aquecido deixe assar de 8 a 10 min em temperatura média até dourar, mas não deixe dourar muito para não ficar duro. Observação: se você precisar assar mais de uma vez por que seu tabuleiro não coube todos os biscoitos, fique atento para o fato que o tempo para assar vai diminuindo à medida em que o forno vai ficando mais quente. Assim, a primeira fornada pode demorar 8 min, a segunda 7 e a terceira 6, por exemplo.

domingo

Cookies de chocolate

Cookies de chocolade do livro Mestre-cuca Larousse

Rendimento: 12 cookies

88 g de chocolate picado ou gotas
de chocolate meio amargo ou ao leite
55 g de manteiga ou margarina em temperatura ambiente
55 g de açúcar mascavo
50 g de açúcar branco
1 ovo
1/4 colher de café de essência de baunilha
ou fava de baunilha picada
113 g de farinha de trigo
1/4 de colher de café de fermento
uma pitada de sal




Bata a manteiga ou margarina com os açúcares até virar um creme. Acrescente o ovo, a baunilha e bata um pouco mais. Adicione a farinha e o sal, misture e bata mais um pouco. Coloque o chocolate e o fermento e misture com uma colher de pau. Coloque em uma assadeira untada com óleo ou margarina e polvilhada com farinha de trigo (ou antiaderente) e asse em forno pré-aquecido em temperatura média por 8 minutos. O ponto é dourado nas beiradas e clarinho no meio. Espere esfriar.

Obs.: você pode substituir o chocolate por chocolate branco, coco, frutas secas, castanhas, etc.

Cookies de coco sem glúten da Marinha

Essa receita foi uma adaptação da receita de cookie de chocolate do livro Mestre-cuca Larousse. Dedico essa receita à Mara Jardim, que não pode comer glúten em uma homenagem pelo seu dia das mães!

Rende: 12 cookies


88g de coco ralado (ou chocolate picado)
55 g de óleo de coco derretido
55 g de açúcar mascavo
50 g de açúcar branco
1 ovo
1/4 de colher de café de essência de baunilha
ou fava de baunilha picada
113 g de mix de farinha
1/4 de colher de café de fermento em pó
1/2 colher de chá de farinha do konjac
uma pitada de sal

Em uma batedeira bata o óleo de coco, os açúcares até virar uma massa. Acrescente o ovo, a baunilha e bata um pouco mais. Acrescente o mix de farinha junto com a farinha de konjac e bata um pouco mais. Adicione o coco e o fermento e misture com uma colher de pau. Deixe descansar por no mínimo 10 minutos. Use duas colheres para colocar a massa na forma (untada e polvilhada com mix de farinhas ou antiaderente) com uma distância entre os biscoitos e asse em forno pré-aquecido a temperatura média por 8 min, que é o tempo de ficar dourado nas bordas, mas claro no meio. Gosto assim porque não fica duro depois que esfria, mas se você preferir mais duro pode deixar por mais tempo.

Mix sem glúten:
1/2 kg de farinha de arroz
1/2 xícara de amido de milho
1/2 xícara de polvilho doce

Obs.: O coco pode ser substituído por chocolate picado, frutas vermelhas secas picadas, castanhas, ou mesmo colocar metade coco e metade chocolate.
- Eu usei farinha de konjac, mas geralmente pode ser substituída por goma xantana, mas não testei com goma xantana.
- O óleo de coco pode ser substituído por margarina ou manteiga.

quarta-feira

Falso quiche de kefir

Finalmente consegui kefir aqui na Alemanha, se alguém quiser um pouco pode falar comigo. Querendo usar o kefir para cozinhar, experimentei uma receita adaptada da receita tradicional de quiche. Ficou gostoso. Fiz sem a parte de fora (a casquinha) porque estou evitando glúten. Mas ficou bonitinho na forminha de silicone.

Ingredientes:
2 ovos
60 ml de creme de leite
60 ml de kefir (leite desnatado fermentado 12h) (se não tiver kefir pode ser creme de leite)
1/2 colher de chá de sal
páprica em pó
alho em pó
molho de pimenta



Modo de preparo
Com um batedor bata os ovos, acrescente o restante dos ingredientes e bata um pouco mais. Tempere a gosto. Acrescente o recheio a gosto. Eu coloquei cenoura ralada, cogumelos e cebola, mas você pode colocar o recheio que preferir, como espinafre, tomate seco, etc. Coloque em forminhas de silicone e coloque para assar em forno pré-aquecido. Asse em fogo médio/baixo por aprox. 30 min. Observação: tem que assar pelo menos 30 min, senão fica mole, mesmo se já estiver dourado antes espere um pouco mais até dar 30 min.

sábado

Bolo de maçã


Acordei com vontade de fazer bolo de maçã. Mas a maioria das receitas que encontrei na internet levavam óleo e eu queria uma receita mais light, nem que fosse para eu substituir a margarina normal pela ligth.
Achei nesse site uma receita boa de bolo de maçã.
Escrevo a receita adaptada por mim para poder usar um pouco de farinha de trigo integral.


200 gramas de farinha de trigo (desses, uns 100g de farinha de trigo integral e 1 colher de sopa de farinha de banana verde -- claro, essa alteração é opcional)
200 gramas de açúcar refinado
4 ou 5 maçãs
1 colher de chá de essência de baunilha
1 colher de chá de canela em pó
4 ovos
um pouquinho de leite (usei leite de soja)
suco de limão (eu não tinha limão, então usei vinagre)

1. Descasque e pique as maçãs em cubos, sem as sementes. Coloque o suco de limão para não escurecer.
2. Bata os ovos com o açúcar até ficar um creme branco
3. Acrescente, pouco a pouco, e sempre batendo, a farinha com a canela e a essência de baunilha. Ao fim, o leite para dar uma umedecida na massa.
4. Coloque as maçãs picadas e asse em forno pré-aquecido a 180 graus. Aproximadamente 30 min.
-> Observação: o bolo não está pronto quando o palito sai seco, é necessário esperar até que a parte de cima esteja dourada, no meu forno isso foi aproximadamente o tempo de 10 min.

Sugestão: servir com café forte e sorvete de creme.
Conserve na geladeira.